Imagem
Foto/Imagem Globo News

Temer anuncia o Ministério da Segurança Pública após reunião no Rio

Ontem (16), Temer assinou o decreto determinando a intervenção e classificou a medida como extrema.

Após visita, hoje (17), ao Rio de Janeiro para tratar da intervenção federal na segurança pública do estado, o presidente Michel Temer retornou a Brasília sem compromissos oficiais na agenda. No Rio, Temer se reuniu com o governador Luiz Fernando Pezão e o general Walter Braga Netto, nomeado interventor da segurança no estado, para uma primeira reunião de trabalho sobre as medidas que serão tomadas. Também esteve presente o prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

Ontem (16), Temer assinou o decreto determinando a intervenção e classificou a medida como extrema, porém necessária para conter o crime organizado no Rio de Janeiro. Hoje, após a reunião, o presidente fez uma breve declaração à imprensa e anunciou a criação do Ministério da Segurança Pública.

"Na próxima semana ou na outra no mais tardar, eu quero criar o Ministério Extraordinário da Segurança Pública, que vai coordenar a segurança pública em todo o país, evidentemente sem invadir as competências de cada estado federado", disse. Na viagem ao Rio de Janeiro, Temer foi acompanhado dos ministros da Fazenda, Henrique Meireles, da Secretaria-Geral da Presidência República, Moreira Franco, e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. De acordo como ministro Moreira Franco, que também participou da reunião, “o governo [federal] tem compromisso com a garantia do direito do cidadão.”

Fonte: Agência Brasil


Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!